CHAMADA 1

A CIDADE DA MINHA CASA

A cidade dá a minha casa 
A cidade é minha casa 
A cidade na minha casa 
Minha casa na cidade
Minha casa é a cidade
A casa é minha cidade


PROPOSTA 

Limitado o uso e trânsito nos espaços urbanos, este é um momento de repensar nosso cotidiano e interações diretamente do confinamento. 

 

A casa representa reclusão mas também pertencimento. O sentimento ditado por esse espaço depende das condições de seu entorno. 

Se para uns a casa agora é seu entendimento total da cidade, para outros a cidade continua sendo seu verdadeiro refúgio, voluntariamente ou não. 

Refletindo sobre essas duas escalas e suas diversas definições e interações, a proposta deste exercício é tentar retratar o seu sentimento atual em relação a esses dois espaços concomitantemente. 

Sua contribuição pode se dar de diversas formas: 
Texto, artigo, poema, colagem, desenho, fotografia, pintura... contanto que caiba no espaço de uma folha A4, e use apenas as cores branco, preto e azul.